Breadcrumbs

O ENEAGRAMA E AS CRIANÇAS

Data28, junho 2017
Autortalkzdigital
Categorias

O ENEAGRAMA E AS CRIANÇAS

Como instrutora de Eneagrama, escuto muito os alunos questionando: Como faço para não deixar meu filho virar isso? Sofrer aquilo? Mudar tal ponto da sua personalidade????
A Personalidade é o conjunto de características psicológicas, que determina a maneira como o indivíduo interage com o seu ambiente. Ela soma os atributos físicos, mentais e morais do indivíduo compreendendo as características hereditárias e as adquiridas durante a vida.
Alguns autores defendem a tese de que a personalidade se inicia no útero da mãe, outros defendem que é a partir do nascimento. Eu particularmente não sei, porém é certo que os primeiros anos de vida de uma pessoa são decisivos para a formação de sua futura personalidade, nesse período são delineadas as principais características psíquicas.
A relação das crianças com o ambiente no qual estão inseridos, que na maioria das vezes são com os pais, são de fundamental importância. Entretanto não somos ensinados sobre isso, não somos estimulados a nos conhecermos antes mesmo de educarmos um outro ser. As pessoas, ou seja, os pais, avós, tios, padrinhos… enxergam o mundo de acordo com sua própria personalidade, com sua própria visão de mundo e a partir daí, as atitudes da criança serão classificadas em certas e erradas.
“Meu filho é muito mimado, ele chora de mais! ”; “Minha filha é muito sem educação, tem uma resposta para tudo! ”; Meu filho tem a personalidade forte, ou as coisas são do jeito dele, ou não são! ”
Essas e outras afirmações eu escuto quase que diariamente, mesmo não sendo uma psicóloga infantil, mesmo não tendo o foco na criança, tenho percebido a angustia dos pais em não errar, procurar fazer o certo.
Com o Eneagrama descobrimos muito sobre nossa personalidade, pois com essa ferramenta aprendemos nosso padrão de comportamento, ou seja, a maneira pela qual estamos viciados.
Seria mais ou menos assim: “Imagine um guerreiro que, desde criança, luta com espadas. Na fase adulta esse guerreiro é imbatível na luta com espadas. Seus inimigos o respeitam, observam suas habilidades e treinam para enfrentá-lo. Tornou-se tão bom que achava que desnecessário treinar com facas, arco e flecha ou outras armas. Teve muito sucesso na sua especialização, tanto que se habituou e adquiriu uma perigosa tendência a escolher, antes de qualquer combate, sempre a espada. Tudo ia bem até que seus inimigos começaram a notar suas fraquezas e ele finalmente foi morto pelo seu próprio dom. Esse guerreiro é você. Desde a infância treinamos algumas maneiras de sermos aceitos e conseguirmos o que queremos dos outros. Nos especializamos com uma espada. Sabemos usar outras “armas”, mas, sempre temos a tendência a escolher aquela com a qual nos sentimos mais seguros, principalmente em situações críticas.”
Quando adulto estamos fixados em um comportamento e acaba se intensificando nele de certa maneira tornando isso um dom natural. Esse “DOM” nos leva ao desequilíbrio e torna-se um vício, ou seja, as pessoas passam a usar seu dom erroneamente e acabam sendo “estragadas” por suas próprias habilidades.
Bom, sabendo então da grande importância da primeira infância, porque não focarmos nessa fase na construção da personalidade de nossos filhos?
Considerando a educação como a maneira mais básica e vital para formação do ser humano, torna-se uma tarefa de extrema importância descobrir meios de usar o Eneagrama nessa esfera social.
O Eneagrama descreve 9 maneiras diferentes de ver a vida, e que a partir dessa maneira somos influenciados em tudo que fazemos. O foco de introduzirmos o ENEAGRAMA na vida e no cotidiano dos pais, visando o estreitamento da relação com seus filhos, é justamente para que o pai conheça a visão do filho e desenvolva nele os outros 8 potenciais que estão ali dentro, só esperando ser estimulados.
Veja a baixo a descrição das qualidades típicas de cada um dos 9 traços de personalidade do eneagrama, as quais podem ser trabalhadas por meio de brincadeiras, com as crianças.

1. Traço 1:

persistência; atenção a detalhes; disciplina; organização; valores morais; interesse em melhorar a si mesmo e ao mundo;

2. Traço 2:

sensibilidade à dor alheia; interesse nas pessoas; empatia; solidariedade; cooperação; atenção; amorosidade; disponibilidade;

3. Traço 3:

autoestima; competência; praticidade; eficiência; versatilidade; raciocínio rápido;

4. Traço 4:

sensibilidade; autoconsciência; individualidade; senso estético; criatividade;

5. Traço 5:

curiosidade intelectual; ponderação; objetividade; capacidade de analisar e sintetizar, observar e ter foco; criação de estratégias; saber ficar bem só;

6. Traço 6:

lealdade; confiança em si, nos outros e na vida; perspicácia; capacidade de questionar e passar segurança; coragem para enfrentar os medos;

7. Traço 7:

alegria; bom humor; dinamismo; otimismo; capacidade de fazer amizades; idealismo; coragem para arriscar algo novo;

8. Traço 8:

determinação; sinceridade; força e poder pessoal; capacidade de lutar pelo que é importante e de enfrentar situações desafiadoras;

9. Traço 9:

calma; paciência; adaptabilidade; diplomacia; saber conciliar opostos; paz;


O autor André Prudente, possui um artigo “Eneagrama e atividades Lúdicas” onde ele coloca algumas atividades lúdicas para trabalhar exatamente esses pontos expostos acima.

Voltar