Breadcrumbs

Conheça a história do Eneagrama

Data04, dezembro 2017
Autortalkzdigital
CategoriasPesquisas Recentes

Conheça a história do Eneagrama

A origem  do eneagrama é muito antiga. Homero que viveu em torno de 750 aC, conhecia os nove tipos básicos, essencialmente os mesmos que os de hoje, e os capturou na viagem de Ulysses em “A Odisseia”.  Proclus (410 – 485 dC), chefe da Academia de Atenas, entre muitos outros, acreditava que Homero conhecia uma antiga tradição de sabedoria que trouxe como representantes posteriores Pitágoras, Platão e seus seguidores. Pitágoras (550 a.C.) viajou para o Egito para estudar essas tradições. O próprio símbolo do Eneagrama é um dos “selos” geométricos usados ​​por Pitágoras.


A pessoa responsável pela introdução do símbolo do eneagrama no mundo moderno foi George Ivanovich Gurdjieff (1875 – 1949). Um pesquisador da verdade que sabia que havia um conhecimento perdido que poderia  transformar a psique humana. Gurdjieff explicou que o símbolo do eneagrama possui três partes que representam as leis que regem toda a existência. O círculo, triângulo e hexágono. Unindo esses três elementos (círculo, triângulo e hexágono), obtemos o eneagrama.

 

No entanto, foi Oscar Ichazo que, no início dos anos 50, descobriu a conexão entre o símbolo (eneagrama) e os 9 tipos de personalidade. Ele percorreu o mundo em busca da sabedoria antiga e identificou as nove formas pelas quais o ego pessoal é consertado na psique durante o período inicial da vida. Para cada pessoa, essas fixações do ego se tornam o núcleo de uma auto-imagem em torno da qual se desenvolve a personalidade psíquica correspondente. A nível emocional, cada fixação é, por sua vez, reforçada por uma paixão ou vício específico.

O trabalho em grupo começou com Naranjo no início dos anos 70 como forma de ensinar o eneagrama da personalidade. Naranjo começou a dar uma primeira versão do sistema a grupos específicos da Universidade de Berkeley (Califórnia) e, a partir daí, seu ensino se espalhou rapidamente.

Na década de 1980, o eneagrama tornou-se popular como um sistema de perfis psicológicos. Helen Palmer e Don Richard Riso começam a espalhá-lo. A partir desse momento, sua evolução, estudo e propagação tem sido exponencial até hoje.

As primeiras universidades e escolas de negócios a transmitir o “eneagrama da personalidade” foram: Stanford Business School, Harvard Business School, Berkeley University, Universidade de Londres e Loyola University (em Espanha, Universidade Autônoma de Madri). Hoje, ele é ensinado em muitas universidades e escolas.

 

Voltar